Avatar de: G.R.E.S. Portela (RJ)

G.R.E.S. Portela (RJ)

http://www.gresportela.com.br/

Playlists
    1. Samba Enredo 2014 - Um Rio de Mar a Mar: do Valongo à Glória de São Sebastião
    2. Samba Enredo 1981 - Das Maravilhas do Mar, Fez-se o Esplendor de Uma Noite
    3. Samba Enredo 1991 - Tributo à Vaidade
    4. Samba Enredo 1995 - Gosto Que Me Enrosco
    5. Samba Enredo 2012
    6. Samba Enredo 1974 - O Mundo Melhor de Pixinguinha (Pizindin)
    7. Samba Enredo 1984 - Contos de Areia
    8. Samba Enredo 2013 - Madureira... Onde o Meu Coração Se Deixou Levar
    9. Samba Enredo 1975 - Macunaíma
    10. Samba Enredo 2009 - E por falar em amor, onde anda você
    11. Samba Enredo 1972 - Ilu Ayê (Terra da Vida)
    12. Samba Enredo 1980 - Hoje Tem Marmelada
    13. Samba Enredo 2000 - Trabalhadores do Brasil - A Época de Getúlio Vargas
    14. Samba Enredo 2007 - Os Deuses do Olímpo Na Terra do Carnaval: Uma Festa do Esporte, Saúde e Beleza
    15. Samba Enredo 1982 - Meu Brasil Brasileiro
    16. Samba Enredo 1983 - A Ressurreição das Coroas (Reisado Reino Reinado)
    17. Samba Enredo 1993 - Cerimônia de Casamento
    18. Samba Enredo 2010 - Derrubando Fronteiras, Conquistando a Liberdade... Um Rio de Paz Em Estado de Graça!
    19. Samba Enredo 2011 - Rio, Azul da Cor do Mar
    20. Samba Enredo 1996 - Essa Gente Bronzeada Mostra Seu Valor
    21. Samba Enredo 1987 - Adelaide, A Pomba da Paz
    22. Samba Enredo 1988 - Lenda Carioca, os Sonhos do Vice-Rei
    23. Samba Enredo 1973 - Pasárgada, o amigo do rei
    24. Samba Enredo 1997 - Linda, Eternamente Olinda
    25. Samba Enredo 2001 - Querer é Poder
    26. Samba Enredo 1953 - Seis Datas Magnas
    27. Samba Enredo 1985 - Recordar é Viver
    28. Portela na Avenida
    29. Samba Enredo 1999 - De Volta Aos Caminhos de Minas Gerais
    30. Samba Enredo 1978 - Mulher à Brasileira
    31. Samba Enredo 1992 - Todo Azul que o Azul tem
    32. Samba Enredo 1971 - Lapa em Três Tempos
    33. Samba Enredo 1998 - Os Olhos da Noite
    34. Samba Enredo 2002 - Amazonas, esse Desconhecido! Delírios e Verdades do Eldorado Verde
    35. Samba Enredo 2004 - Lendas e Mistérios da Amazônia
    36. Samba Enredo 1964 - Segundo Casamento de D. Pedro I
    37. Samba Enredo 1966 - Memórias de Um Sargento de Milícias
    38. Samba Enredo 1967 - Tal Dia É o Batizado
    39. Samba Enredo 1969 - Treze Naus
    40. Samba Enredo 1976 - O Homem do Pacoval
    41. Samba Enredo 1994 - Quando o Samba era Samba
    42. Samba Enredo 2005 - Nós Podemos: Oito Idéias para Mudar o Mundo!
    43. Samba Enredo 2008 - Reconstruindo a Natureza, Recriando a Vida: o Sonho Vira Realidade
    44. Samba Enredo 1968 - Tronco do Ipê
    45. Samba Enredo 2003 - Ontem, Hoje, Sempre Cinelândia - O Samba Entra Em cena Na Broadway Brasileira
    46. Samba Enredo 2006 - Brasil Marca Tua Cara e Mostra Para o Mundo
    47. Samba Enredo 1954 - São Paulo Quatrocentão
    48. Samba Enredo 1955 - Festa Junina Em Fevereiro
    49. Samba Enredo 1977 - Festa da Aclamação
    50. Samba Enredo 1986 - Morfeu no carnaval, a utopia brasileira
    51. Samba Enredo 1989 - Achado não é Roubado
    52. Samba Enredo 1990 - É de Ouro e Prata esse Chão
    53. Samba Enredo 1979 - Incrível, Fantástico, Extraordinário

    Samba Enredo 2014 - Um Rio de Mar a Mar: do Valongo à Glória de São Sebastião

    G.R.E.S. Portela (RJ)

    Composição: Toninho Nascimento, Luiz Carlos Máximo, Waguinho, Edson Alves e J. Amaral

    O canto do cais do Valongo ôôôôôôô
    Que veio de Angola, Benin e do Congo
    Tem semba, capoeira e oração
    O Rio sai da roda de jongo e vai desaguar
    Na glória de São Sebastião

    Oi, bota abaixo, sinhô
    Oi, bota abaixo, sinhá
    Lá vem o Rio de terno de linho
    E chapéu panamá

    A correnteza
    De um Rio Branco é que traz
    A arte do canto e a dança
    De todos os sons musicais
    O teatro da vida não sai de cartaz
    A ilusão é uma atriz
    Se exibindo na praça linda e feliz
    Eu vou
    Da Revolta da Chibata
    Ao sonho que faz passeata
    Seguindo a canção triunfal

    Nesse Rio que vem e que vai
    Traço o meu destino
    E viro menino pra brincar de carnaval

    Sou carioca, meu jeito é de quem
    Vem com o sorriso do samba que a gente tem
    Meu peito é um porto aberto
    Pra te receber meu bem

    Vou de mar a mar, mareia
    Vou de mar a mar, mareia, mareou
    Iluminai o tambor do meu terreiro
    Ó santo padroeiro
    O axé da Portela chegou!

    1. Faça seu login e cadastre-se
    Aviso legal · Entre em contato - Studio Sol © 2014 Ouvirmusica.com.br
    -