Avatar de: Tony e Jú

Tony e Jú





Ponta D'água

Tony e Jú

Composição: Tony e Jú

Se for pra comer água lá na ponta d'água eu vou
Eu vou de avião, de caminhão, de pé no chão, cortando o areão mas
De qualquer jeito eu vou

Se for pra afogar as mágoas lá na ponta d'água eu vou veloz com o pensamento
Eu vou e não arredo o pé, comigo vai quem quiser, tony quem eu boto o pé
Nem que nós brigue com a mulher nós vamos tony (vamos sim jú)
Nem que seja montado num jumento

Cortando o areão, vou cortando o caminho, eu vou e não vou só
Se der passo lá em cidé, no boteco do seu chiquinho e também no sanharó
Cortando caruá, eu vou juntando lenha, até fazer um feixe

Só não esqueço de passar, em dôdô e no "véI" nei
E nem no posso do burro e na lagoa do peixe
Mas como eu sou cabra da peste, passo também lá no agreste

Se for pra comer água lá na ponta d'água eu vou!
Eu vou de avião, de caminhão, de pé no chão, cortando o areão mas
De qualquer jeito eu vou

Se for pra afogar as mágoas lá na ponta d'água eu vou veloz com o pensamento
Eu vou e não arredo o pé, comigo vai quem quiser, tony quem eu boto o pé
Nem que nós brigue com a mulher nós vamos tony ("simbora" jú)
Nem que seja montado num jumento

Cortando o areão, vou cortando o caminho, eu vou e não vou só
Se der passo lá em cidé, no boteco do seu chiquinho e também no sanharó
Cortando caruá, eu vou juntando lenha, até fazer um feixe

Só não esqueço de passar, em dôdô e no "véI" nei
E nem no posso do burro e na lagoa do peixe
Mas como eu sou cabra da peste, passo também lá no agreste

Galera hoje estou na festa
Vou comer água no fiesta
E se eu brigar com a mulher?
Vou comer água em sento sé

  1. Faça seu login e cadastre-se
Aviso legal · Entre em contato - Studio Sol © 2014 Ouvirmusica.com.br
-