Ouvir Música

Mente Psicopata

Apologia Sonora

Pensamentos loucos degeneração e só loucura
Onde oprime o sentimento eu não terei ajuda
Sem um neurologista formado em medicina
Com cela acolchoada pra resolver minha vida no ambiente seguro acompanhado de psiquiatra medicação apropriada
Uma mistura de amargura, depressão estresse que faz quem e normal cometer crimes cruéis em vez de alegria sempre está sorrindo
Coisas boas que pra min perderam o sentido que também perde o amigo
Pois ninguém vai entender
Que eu vejo prazer em alguém morrer
Quero mostra que tenho requintes e sou capaz que assassino frio e frutos de doenças mentais celebro danificado sentimento fica escarço impulso da vontade sem sentir oque e errado quem e tudo ver maldade não vai regenerar quando percebe que tudo e verdade a vontade e de matar eu perdi o medo do mundo o medo da morte quero acabar com tudo isso
Só que o mal e bem mais forte
Eu gritaria por ajuda mais ninguém entende não me comporto como gente minha fé deficiente vontade que vem da mente e controla o corpo será que eu sou mais um doente ou apenas louco quero conter a violência só que eu não consigo
Qualquer pessoa que eu vejo e como
Um inimigo é já penso na minha mão
Sua cabeça decapitada seu corpo carbonizado furado cheio de bala, calma
Que Deus me ajuda porra eu não tenho fé diabo guia me destino
Então seja o que ele quiser

Mente psicopata louco pra esquartejar
Máquina que fabrica ódio pronto pra matar
Sem piedade saciar minha vontade
De ver escorrer seu sangue com minha maldade
Mente psicopata louco pra esquartejar
Máquina que fabrica ódio pronto pra matar
Um assassino com distúrbio com ódio do mundo
É sem futuro, só a morte pra fazer parar

Hoje sinto na pele como zua a vida
Quando meu sonho viro um fura
Pra fazer chacina
Quando não sente mais o amor
Quando vive no rancor
Quando tudo perde a graça, perde o valor
Virei um monstro incalculável
Que não vai recuperar ja perdeu as esperanças que um dia vai passar, vou lutar
Pra vontade de matar não virar vicio
Amar o inimigo sem desafiar o perigo
Sem olhar pro passado me arrepender
Do que eu fiz esconder minha dor
Fingindo ser feliz
Não preciso dos motivos
Só a vontade que e grande
Me sinto um vampiro
Correndo atrás de sangue
Nada e suficiente pra mudar meus pensamentos me sentindo excluído
Sofrendo em silencio
Me recordo na infância só tristeza
Só desgraça, outro caixão
Sendo velado na sala de casa
Quando vi meu pai, morre na minha frente
Ouvir barulho e tiro, quando olhei
Mais um parente
Não tive amor, carinho atenção
Agora volto puro ódio, sem dó nem compaixão
Não quero ser o noticiário que abala o pais
Ser famoso pelo ódio, corto o mal pela raiz
Não quis, minha mente é confusa, não quero
Pra não ter que te matar, prefiro ir pro inferno
Deus não vai me perdoar
Por eu tirar a minha vida
Mas tive meus motivos, pra ser um suicida
Madrugada escrevo carta
Se mostrando indignado
Despedindo da família, amanheço enforcado
Prevaleceu o diabo, e não durou por muito tempo
Corda no pescoço, acabou meu sofrimento

Mente psicopata louco pra esquartejar
Máquina que fabrica ódio pronto pra matar
Sem piedade saciar minha vontade
De ver escorrer seu sangue com minha maldade
Mente psicopata louco pra esquartejar
Máquina que fabrica ódio pronto pra matar
Um assassino com distúrbio com ódio do mundo
É sem futuro, só a morte pra fazer parar
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados