Espinho

Blind Guardian

Um cisne negro
Nasceu naquela noite
No lago nebuloso
Temos um novo rei
Temos um novo rei

Então o que podemos fazer com nossas vidas
Quando tudo começar
É difícil e é cruel
A graça morrerá na dor? A luz se erguerá novamente?

Estou preso na escuridão
Eu ainda tento alcançar as estrelas
Estou me movendo em silêncio
Eu deixo tudo para trás

Refrão: A-a-aaaaaa-a-a-aaaaaaa-a-a-aaaa
Oh no amanhecer
Eu enfrentarei a cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Rezarei na cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Eu enfrentarei a cerca de espinhos

Deixe-nos marchar
Para os campos de sacrifício, perguntando porque
Irei continuar
Trairei a mim mesmo para me erguer

No silêncio
É hora de explicar
Procurar pela verdade nas mentiras
Mentiras úteis
O amor sem uso está condenado

O que podemos fazer com nossas vidas
Quando tudo começar?

Venha, me siga
E você verá
Como será
Quando a dor se for

Refrão
Oh no amanhecer
Rezarei na cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Eu enfrentarei a cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Rezarei na cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Eu enfrentarei a cerca de espinhos

Deixe-nos marchar
Embora não haja esperança ao nosso lado
Deixe-nos ser bravos
Embora pela glória sejamos negados

Bridge.
Mas não pense você
Que é hora de
Chegarmos a um fim
Venha tocar a canção da morte

A sabedoria em todos nós
Fará isso
Com toda garantia
Toque a canção da morte

Estou perdido no fundo dos seus olhos não consigo fugir
A dor interna causou insanidade
Está lá no fundo
O medo e a fome
Escravizado e negado por meu amor e pelos meus inimigos
Eu sou o filho bastardo

Refrão.
So-o-o-oooo-o-o-oooon
Oh no amanhecer
Eu enfrentarei a cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Rezarei na cerca de espinhos
Oh no amanhecer
Eu enfrentarei a cerca de espinhos
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados