Vermelho e Branco

Cesar Costa Filho

Deixo a saudade correr
Viola em punho
E com papel de rascunho
Pra escrever
Vem caindo a tarde lentamente
Finalmente vem a inspiração
Nasce o luar
Entre as cores do poente
E de repente eu descubro
Com prazer
Que o vermelho e branco
Cores do salgueiro
No céu surgem primeiro
Ao anoitecer
Paulo da viola
Não me queira mal
Não há, nem pode haver
Escola igual.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados