Chifrudo conformado

Fernando Dourado

Quando eu vi o seu recado
Que estava no criado,
Deu vontade de morrer
Dizia: Fugi com o Ricardo
Mas não fique magoado,
Foi melhor para você.”
Descobri que era chifrudo
Fiquei cego, surdo e mudo,
Sem vontade de viver.
E quanto mais o tempo passa
Mais eu entro na cachaça
Vou tentando te esquecer.

Você não sabe
O que é sofrer
Sou um chifrudo abandonado
Vivo só e desprezado, sem vontade de viver.

Foi num dia de verão
Que esse tal Ricardão
Chegou junto com você
Dizia que era seu primo
Que veio de Ouro Fino
Veio visitar você

Mas o tempo foi passando
E o cabra foi ficando
Sempre junto de você
Já usava meu pijama
Meu chinelo, minha cama
Quando ia ver TV

Você não sabe
O que é sofrer
Sou um chifrudo abandonado
Vivo só e desprezado, sem vontade de viver.

Já estava acostumado
Quando eu fui lá no mercado
Dei de cara com você.
Você estava diferente
E chegou na minha frente:
“Quero voltar com você”
Eu quase cai de quatro
Eu não sei se eu te mato
Ou se bato em você.
Mas o meu amor é tanto
Que passado o espanto
Eu perdoei você.
Só achei bem esquisito
Quando o primo favorito
Voltou junto com você.
Mas amor de corno é cego
E eu sou corno e não nego
Corno enxerga mas não vê.

Você não sabe
O que é sofrer
Sou um chifrudo abandonado
Vivo só e desprezado, sem vontade de viver
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados