Segura o B.O

Função RHK

Corró
Ladrão que é ladrão segura os B.O
Sem grude a atitude, é sem brecha, sem dó
Honra sua quebrada, sua favela, seu mocó
Não é bocó
Corró
Ladrão que é ladrão segura os B.O
Sem grude a atitude, é sem brecha, sem dó
Honra sua quebrada, sua favela, seu mocó
Não é bocó

Rhk função
Itapevi lá do fundão
Oeste e pá vários irmãos
Muita consideração
Na luta diária, não da falha, encara a batalha
Sem dar uma de patife, nem de canalha
Estraçalha os trutas, muita atitude
Sempre pude ver nos manos do paulista
Essa virtude, Deus ajude, os da cohab
João sabe, e não tira ninguém
Pois bem quem lá conspira
Provoca a ira, não vira, tá ligado
Malaco de primeira não marca bobeira
Oreia é lado a lado
Aliados com uma puta força de vontade
Mó lealdade
O povo das comunidade
Faz o corre
Conceituados nas vilas
Olhe e percorre
Sempre há alguém no veneno
Vai vendo, aqui é o corre
Da esquina vejo algo
Direto a tarde, e calmo
Na bíblia lendo um salmo
Léo meu irmão, palmo a palmo
Analisando uma saída pra situação
(Então?), entrou em desespero
Parceiro, é caixão
Toda a vez, as 15 pras 6
Lica fez o seu espaço
Ripa desde pivetaço
Defende o pão do barraco
Passo a passo
É macaco velho DJ celo
Se ligo, viu ai abutre? (firmex!)
Malandro que é malandro não deixa a peteca cair
Não vira conversa fiada
Perde o fio da meada
Procure ver qui
É nesse piqui
Na humilde fiqui
Quem chega no cief, na quadra é o seguinte
É bem chegado quem representa e tal
No disbaratino puxa o seu fino na moral

Corró
Ladrão que é ladrão segura os B.O
Sem grude a atitude, é sem brecha, sem dó
Honra sua quebrada, sua favela, seu mocó
Não é bocó
Corró
Ladrão que é ladrão segura os B.O
Sem grude a atitude, é sem brecha, sem dó
Honra sua quebrada, sua favela, seu mocó
Não é bocó

Sem mazela, brecha é guéla
Favela, vai naquelas
Com malandragem segue humilde
Dentro dela, em meio a cruz em vielas
Sobrevive, sem vacilo, vive
Tem livre acesso, confesso
A experiência adquirida na vivência
Em itapevi de mili dukas
Ajudou na sobrevivência
Nas casinhas tchekeral
Se esquiva do mal
Tipo igual, o bom drudal
Deus o tenha, legal o que vi
Um mendigo ajudo
A senhora auxiliou
Qualquer um respeitou
Vou lembrar didão!
Representa sem dar milho, de role com seus filhos
Vejo sem vacilo, lá tranquilo
Mantendo o estilo, com a velha guarda indo
Itapevi é assim
De um lado a outro enfim
Com respeito humildade e coragem
É o que é bom pra mim
É fogo, só espinho nosso caminho
O certo, seu rejão sempre por perto
Incentiva sempre quieto
Nas malvinas ser correto
É a cara pros esperto
De mais, bem não faz
Direto escuto uns eco
Plau, mal, funeral é o final
Pra nóis é sempre mal é real
Cada um na sua boa
Panguô, a moral voa
Ai zoa, fundão sofre várias pessoas
Sempre na luta, nunca a toa
Jamais agoa
Até o fim vai todas
Disposição é duradoura
Sempre a camisa soa, na boa

Corró
Ladrão que é ladrão segura os B.O
Sem grude a atitude, é sem brecha, sem dó
Honra sua quebrada, sua favela, seu mocó
Não é bocó
Corró
Ladrão que é ladrão segura os B.O
Sem grude a atitude, é sem brecha, sem dó
Honra sua quebrada, sua favela, seu mocó
Não é bocó
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados