Ouvir Música

Hoje Eu Acordei Tão Triste

Péri

Em todos os lugares
O mesmo gosto azedo de coisas perdidas
Aqueles olhares, o mesmo sorriso
E nada de novo no front
As aranhas comendo as abelhas
E nenhuma estrela brilhando no céu
O lixo pulando da boca
E as luvas de seda se fartam no mel

A grande comédia da vida
O circo do medo e nenhuma saída
Os caracóis lentamente tomam seu lugar
No simplório banquete
Um inferno de pérolas, ouro
Casas de puro marfim
E no seu trono de sangue
E rei desconhece o seu próximo fim

Hoje eu acordei tão triste
Só de lembrar começo a chorar

Se a patuléia delira
Xingando do alto das arquibancadas
Não se vê no trapézio
Se equilibrando no fio da navalha
Gritos e urros e brados
São tiros e ficas zunindo no ar
E lá no alvo desse peito
De pedra que espera esse dia passar

Cabos de guerra que avançam
Milhares de naves ao amanhecer
Quem de um mundo distante
Não sente saudade não sabe sonhar
Quantos bem menos que humanos
Se arvoram em ser o senhor da floresta
Mas o que resta é um brilho noturno
Que foge no véu do luar

Hoje eu acordei tão triste
Só de lembrar começo a chorar

Se hoja as migalhas são tantas e bastam
Milhares de pontos de luz
O brilho liquido e certo
Dos pixels de carne, sexo e prazer
No oco do vaso vazio
Respira o silêncio que não quer calar
E as mariposas que dormem na sala
Cansadas de tanto voar

Terra de gigantes, almas pequenas
Loas a ignorância
São tantos corpos na lama, espíritos soltos
Que querem voltar
Eras e eras a frente
No eterno redemoinho do tempo
Um dia cairemos cansados
Ao ver os navios queimando no mar

Hoje eu acordei tão triste
Só de lembrar começo a chorar

Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados