Avatar de: Alta Tensão

Alta Tensão





Silêncio

Alta Tensão

Sinto o cheiro da morte no vento que sopra o perfume do fim
Nas lembranças a alma manchada dos crimes que não cometi
Entre sonhos perdidos caminho à procura do alento da paz
Mercenário das poucas verdades em meio à rotina da dor

Na agonia da noite me encontro vagando sem rumo enfim
O silêncio liberta a loucura, a fera ferida, o mal
Não importam os motivos, agora o medo domina a razão
É preciso erguer a muralha no refúgio das regras morais

Prisioneiro da solidão
Fugindo do abismo a caminho do Céu
Prisioneiro da solidão
O tempo infinto me leva longe demais

Na agonia da noite me encontro vagando sem rumo enfim
Um silêncio liberta a loucura a fera ferida é um mal
Não importa os motivos, agora o medo domina a razão
É preciso erguer a muralha no refúgio das regras morais

Prisioneiro da solidão
Fugindo do abismo a caminho do Céu
Prisioneiro da solidão
O tempo infinto me leva longe demais

Prisioneiro da solidão
Fugindo do abismo a caminho do Céu
Prisioneiro da solidão
O tempo infinto me leva longe demais... demais!

  1. Faça seu login e cadastre-se
Aviso legal · Entre em contato - Studio Sol © 2014 Ouvirmusica.com.br
-