Avatar de: Thiagão e Os Kamikazes do Gueto

Thiagão e Os Kamikazes do Gueto

http://www.myspace.com/thiagaoeoskamikazesdogueto

Deus É Mais

Thiagão e Os Kamikazes do Gueto

Composição: Thiagão

"A lágrima de um homem, a lágrima de um homem
A lágrima de um homem vai cair
Esse é o seu B.O pra eternidade
Diz que o homem não chora, tá bom falô
Não vai pra grupo irmão, não vai pra grupo irmão
Aí Jesus chorou..."

Tiro e mais tiro eu ouvi, também atirei sem dó
Louco até umas hora pra cena com a jericó, ó
Pode matar uma pá, a guerra não vai acabar
Sempre vai ter uns louco de luto que vai cobrar
12 Matraca e granada, artilharia pesada
Guerra que leva um pá de mano de graça, por nada
Tão tudo armado com.40, 9, tiro na cara
A massa cefálica explode
Os mano tão sem rumo iludido, perdido
De chapéu atolado, matando pra ser bandido
Vai! Pega o capacete, sobe na garupa
Pega a 9, os dois pente, agora ninguém segura
Tem que chegar, nem mirar, atirar em todo mundo
- Se acerta em inocente...fazer o que, vagabundo
Isso aqui é uma guerra, não é jardim de infância
Tem que matar mina gestante, idoso, criança
Se não quer virar bandido, então prova, mata
Mostra que é homem e não tem sangue de barata
Olha só os pensamento, os maluco tá moscando
Ainda tem uns cururú que abraça e passa um pano
Os irmão abraça o cão, mas tem que abraçar Jesus
Não foi pra fazer graça que foi pregado na cruz
Foi pra pagar nossos pecado, foi homem até umas hora
Aqui mano mata mano, lá de cima Ele chora

Aí, guerreiro e guerreira, Deus é mais
Num é mais ou menos
Só Ele que nos dá paz, truta, é isso mesmo
Vai que vai, contenção, rapaz, fica ligeiro
Na fronteira entre o inferno e o céu tá mó veneno

Aí, guerreiro e guerreira, Deus é mais
Num é mais ou menos
Só Ele que nos dá paz, truta, é isso mesmo
Vai que vai, contenção, rapaz, fica ligeiro
Na fronteira entre o inferno e o céu tá mó veneno

Vixi, mó cena de filme, ó eu tava lá
Na cena do louco e eu foi pra matar ou matar
Sem chance, foi certeiro, maluco morreu na hora
Se arrependimento matasse eu caía tá morto agora
Fudeu, mereceu, até que ele mereceu
Mas quem vai julgar quem é certo ou errado não sou eu
É Deus, parceiro, esse papel é de Deus
E foi por nós, só por nós, que o filho d'Ele morreu
E a gente não dá valor, a cada esquina irmão matando irmão
A gente só lembra de Deus quando tá lá no chão
Um dia antes da audiência cê lembra de Deus
Quando cê tá morrendo, doente cê lembra de Deus
Quando cê tá chapando curtindo, cê esqueceu de Deus
Você se esqueceu d'Ele, mas Ele não te esqueceu
E não esqueceu de mim 24 por 48
Me acompanha até o fim nesse mundo louco
Me protege do inimigo que quer ver meu final
Louco pra solta rojão, jão no meu funeral
Não é caô, história inventada, não preciso disso
Como muitos por aí faz só pra vender disco
Tô falando o que eu vivi e o que muitos vive também
Morte, cadeira de roda, cadeia, as opções que o crime tem
E você escolhe o que dá exemplo pros bandido
Ou dar exemplo pra sua filha e dar orgulho pro seu filho

Aí, guerreiro e guerreira, Deus é mais
Num é mais ou menos
Só Ele que nos dá paz, truta, é isso mesmo
Vai que vai, contenção, rapaz, fica ligeiro
Na fronteira entre o inferno e o céu tá mó veneno

Aí, guerreiro e guerreira, Deus é mais
Num é mais ou menos
Só Ele que nos dá paz, truta, é isso mesmo
Vai que vai, contenção, rapaz, fica ligeiro
Na fronteira entre o inferno e o céu tá mó veneno

Um dia antes da audiência, cê lembra de Deus
Quando cê tá morrendo doente, cê lembra de Deus
Sua mulher te abandonou, cê lembrou de Deus
Tá sem serviço, e quer serviço, lembra de Deus
Aí o alvará cantou, cê esqueceu de Deus
Sua saúde melhorou, cê esqueceu de Deus
Sua mulher voltou, cê se esqueceu de Deus
Arrumou um trampo, cê esqueceu de Deus
Você se esqueceu dele, mas ele nunca te esqueceu

Aí, guerreiro e guerreira, Deus é mais
Num é mais ou menos
Só Ele que nos dá paz, truta, é isso mesmo
Vai que vai, contenção, rapaz, fica ligeiro
Na fronteira entre o inferno e o céu tá mó veneno

Aí, guerreiro e guerreira, Deus é mais
Num é mais ou menos
Só Ele que nos dá paz, truta, é isso mesmo
Vai que vai, contenção, rapaz, fica ligeiro
Na fronteira entre o inferno e o céu tá mó veneno

  1. Faça seu login e cadastre-se
Aviso legal · Entre em contato - Studio Sol © 2014 Ouvirmusica.com.br
-