Cabeça de Melão

Amandi Cortez

Esse mistério do seu olhar
Instiga a decifrar
Esse jeito despojado de andar
Despreocupada com pensar

O mistério do teu sorriso
Faz-me te escrever
Já que não sentes, não ouves, não vês
Não irás saber

Eu sou platônico
Estou atônito
Eu sou platônico

És a sombra que cobre o poente
Que transparece calmaria
E tudo de suave que havia
Nela continha

Entre palmeiras esparsas
Via seus dedos
Rebeldes, inconformistas
Procurando a razão

(Refrão)
A razão de teu umbigo
A razão do teu coração
A razão da tua opção
E da tua cabeça de melão

E reflita a esperança
De um mundo que não faz sentido
De um ser grato e destemido
Que a tudo faz acontecer

Que permita a temperança
Numa música sem sentido
De um jornal desenibido
Que anarquista só quer razão

(volte ao refrão)

Eu sou platônico
Estou atônito

(2X)

Anacrônico
Biotônico
Embolônico
Lampirônico
Farmafônico
Nauseônico
Erbromônico
Maribônico

Oxe
Mar menino
Isso é conversa homi
Não acredito não
Deixe de besteira
Agora deu a mulestia mermo
E o fogo
Cadê Zé
Escafedeu-se

Eu sou platônico
Estou atônito

(4X)
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados