Ouvir Música

Um Dia de Injúria

Amiri

Eu vou compartilhar uma história com vocês

Rakin era um moleque tranquilo
Cheio de complexos, se achava tão magro e que pesava gramas não quilos
Queria ter a altura igual dos primo
Quem sabe ajudaria na auto estima
Nítido o quanto era tímido
Camisa de rap ou camisa de time do
Coringão, dia a dia via a minha no sul
Aparência e condição virar piadinha
Panfleto ajudava a arrumar um vintém
E ele não levava uma com ninguém
Na escola, na sala de aula
Não conta, ali ninguém fala de aura
Quis ser eleito o mais bonito, mas nele ninguém votava na urna
E ele tava na turma onde cada aluna
Não ligava pro quanto ele gostava da bruna
Que uns brincava: A akuma!
Vai ô, desenho da bolacha nikitos!

Eu nunca comprei uma treta tão bem
Eu pensei em render um caixa no grito
Por minhas irmãs e ela, porque ela é preta também
E é por causa deles que ela não me acha bonito!
Ele lembrou de tudo isso hoje ao entrar no banheiro da faculdade
E ver o que na porta tava escrito

Você quer o mundo pra você, enquanto eu quero algo pra mim
Algo que foi roubado por você, algo que vá mudar o fim
Você quer o mundo pra você e
Não importa o quanto custe ou quantas vidas custem
Ou o que eu sinta como ser, ai ai ai

Rakin
-Ah, eu vou matar um hoje!
Pensando bem, eu vou matar um monte!
Mas vocês vão pro céu, né? Poder morar
Gente, que cara é essa? Vamos comemorar!
Garçom, pode descer mais bacardi
Uma taça pro Cocielo e outra pra Day McCarthy
Lindos, só não liguem pro gosto de veneno, tá bom?
Ops, vai já tarde!
Nossa equidade vive em leito, cê vive em prédio
Apartamento caro, a carta vem com o carro
E facul paga, custo de vida alto, eu nem tive médio
Mas, as cotas
Ô burro, isso é direito, não privilégio!
Cara, pensa em Deus, lembra da bíblia, tanto que o salmo
O salmo diz
Cala a boca enquanto eu tô calmo!
É hoje que eu ateio fogo em vocês!
Sou sofredor, odeio todos vocês!
E de crimes, vão ter que por meu nome no topo da lista
Que eu sou fogo na pista e no logo nazista
Nesse jogo classista desse povo racista
Ah, e que a globo me assista!

Rakin
-Aí! Chama a imprensa que eu vou me ver
Entrar atirando, entrar tirando os pseudo Hitler
Então, quem é o macaco?
Quem vem dum safari, mano?
Se acalma, brother
Brother? Cê tá me paparicando?
Então canta
Pode ser do Pedro Mariano
Não, não pode ser, seria um negro clariando
Você é a típica pessoa de bem
Mas adora fazer piada com preto
E até rap uns faz agora
Fala até nigga
Então me leve ao teu líder

Minhas irmãs não são tuas nega
Eu não sou teu nigger!
Hoje eu sou herói
Supra ultra hiper
Mas entrei com pressa e esqueci a paz lá fora!
Aí! Isso aqui é por todas que me zoaram
Pensa no teus pais
Foda-se! Vou dar cinco, aliás
Um minuto pra vocês calar a boca
Antes que alguém se exploda aqui!
Ah, perdoa a falta de etiqueta e educação
Que vem de berço, não vem de letra
Mas
Não tem mas, não tenta a sorte nem se meta
Se você nunca chorou pela morte de gente preta
E não sabe o que é nascer e não ter berço
É inconcebível
Igual Machado de Assis num ter verso
Ou morrer tentando provar
Que é tão ser humano quanto

Conte-me mais sobre racismo reverso!
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados