Chorai Fadistas Chorai

Artur Ribeiro

Andei p'la mouraria
Pelas tascas de antigamente
Mas o fado estava ausente
Mudou de lá, quem diria
E corri lisboa inteira
Até encontrar o fado
Porém achei-o mudado
Cantado de outra maneira

Chorai fadistas chorai
Como dizia a cantiga
E se uma guitarra amiga
Trinar em tom magoado
Cantai fadistas cantai
Com as vossas gargantas roucas
Que anda o fado noutras boucas
Que não são bocas p'ró fado

Agora de madrugada
Eu ouço por todo o lado
Noutras bocas outro fado
Que de fado não tem nada
E choro então o passado
Dos fadistas que morreram
Ouvindo alguns que nasceram
Para tudo menor para o fado
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados