A Sons, Baladas E Blues

Ave De Rapina

Em que longínquo instante
Meu coração explode luz
Restos no canto da sala
Imagem de dois corpos nus
Na tela da televisão
Atou-se a cor de um sol desbotado
Poemas rasgados no chão
Olhos cansados chorados

Eu quero mais é luz
A luz de toda a minha cor
A união de átomos
Partes de um mesmo amor
Meu corpo é todo voz e vento
Meu ombro minha própria cruz
Eu quero cantar no vento
Meus sons,baladas e blues

Em que longíncuo............
......................... chorados.

Em qualquer tempo eu canto
Se o meu peito me permitir
Da janela de um apartamento
Pra que longe tu possas me houvir
Somos constelações de vida
Partes de um infinito
Eu abro os meus braços a tudo
Eu rasgo este peito aflito

*Refrão

Sons,baladas e blues.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados