Forró na Pressa

C4

Existem coisas nessa vida que não tem explicação
Uma delas é a batida que provem do coração
No percorrer dos nossos dias vem surgindo a falação
Vá entender as ladainha que provem do coração.

Refrão (2x)
Dois buchudo que arretava
Uma mule que reclamava
Uma cadela que latia
E uma Letra que não saia
Veja que coisa danada.

E foi assim que começô esta triste desilusão
Pois a letra não vingava do fundo do coração
Pra completar o aperreio escorreguei cai no chão
E a mule me arretava chamando um dotô lambão
Me abestei mostrei a letra só tive reprovação
E quanto mais justificava levava uns tapão.

Refrão (2x)

E foi três dia de jejum, e de moiú fiquei então
A coisa só se acarmô foi quando dei um apertão
E foi aquele puxa encolhe um sufoco no coração
E quanto mais justificava mais levava uns tapão
Mais nem tudo ta perdido foi chegando a razão
Pois na vida quem intendi as coisa do coração.

Refrão (2x)

E se tratando de mule fui chegando a conclusão
Que o que vale nessa vida é o amor no coração
Pra conseguir passar a letra fiz esta adaptação
Reconhecendo a iguinorança dos home deste mundão
Pois na vida de nós home é muito dificil a razão
Se não tive uma mule pra nos da uma orientação.

Refrão (2x)
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados