Como a noite

Degrau Norte

Hoje rompi o silêncio
Joguei as fotos pelo chão
Lembrei das coisas que passaram
E o passado que ficou em minhas mãos

Hoje as histórias tristes
Já não fazem tanto mal pra mim
Olho a minha volta e vejo
Que nem tudo é tão ruim assim

Dias e noites se confundem
Em meio a pensamentos irreais
Caindo de cabeça em um abismo
Sentimentos que não voltam nunca mais

Eu sou como a noite
Que cresce com o tempo
Aumenta o seu lamento
E vive pensando no que dizer

Eu vou e conto com a sorte
Senhor do meu destino
Eu traço o meu caminho
E vivo pensando no que fazer

Hoje a tristeza bate em minha porta
Mas a esperança não me deixa entrar
Poucas verdades foram ditas
E as mentiras que eu não vou mais contar

Toda liberdade tem seu preço
E a dúvida é o preço a pagar
Versos com palavras proibidas
Sentimentos que vagueiam pelo ar

Um ar de indecência no coração
A ausência percebida da razão
Sonhos, fantasias renascem todo o dia
E me fazem lembrar de quem sou

Eu sou como a noite
Que cresce com o tempo
Aumenta o seu lamento
E vive pensando no que dizer

Eu vou e conto com a sorte
Senhor do meu destino
Eu traço o meu caminho
E vivo pensando no que fazer
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados