Brejeiro

Ernesto Nazareth

Um cavaquinho, uma flauta e um violão
Uma seresta embalando o coração
Um trovador sonhador a cantar
Dizendo coisas de amor ao luar
Pra sua amada que dorme e que sonha despertar
Vaguei a Lua lá no céu a espiar
Senti ciúme da seresta ao luar
E quando a amada descer e entregar
Seus lábios quites querendo beijar
A Lua errante se esconde e começa a chorar

Brejeiro de Nazareth que chorinho gostoso que sensação
Brejeiro é seresteiro e é bem brasileiro do meu coração, ai que bom!
Brejeiro que cobre as noites com todo o romance na cerração
Brejeiro teu nome sagrado eu guardo no fundo do meu coração
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados