Trejeitos

Filipe Valerim

Quando eu puder, olhar pra ti,
Sem desabar, sair de si.
Quando sua voz eu escutar, e não sorrir só por te ouvir...

Nem lembrar dos seu trejeitos, suas manias, seus defeitos,
Do seu jeito de me olhar...
Não bater nada aqui dentro, nem mexer com o sentimento,
Se na rua eu te encontrar...

Refrão:
Hoje não te peço para me esperar,
Eu tenho uma missão, bem alto eu vou voar,
Pra uma altura que eu não possa te enxergar.
Só então quando eu puder me assegurar,
Que as nuvens estão seguras, vou te perguntar,
Como vai você? como você ta?

Quando eu puder, olhar pra ti,
Sem desabar, sair de si.
Quando sua voz eu escutar, e não sorrir só por te ouvir...

Nem lembrar dos seu trejeitos, suas manias, seus defeitos,
Do seu jeito de me olhar...
Não bater nada aqui dentro, nem mexer com o sentimento,
Se na rua eu te encontrar...

Refrão:
Hoje não te peço para me esperar,
Eu tenho uma missão, bem alto eu vou voar,
Pra uma altura que eu não possa te enxergar.
Só então quando eu puder me assegurar,
Que as nuvens estão seguras, vou te perguntar,
Como vai você? como você ta?
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados