Samba-Enredo 1977 - O Mundo de Barro de Mestre Vitalino

GRES Império da Tijuca

Nordeste novamente é lembrado
Na figura deste humilde escultor

Vitalino, com seu mundo de barro
A terra que Deus criou (bis)
Ele valorizou

Poeta no sentido figurado
De uma simplicidade sem igual
Que fascinado simplesmente
Retrata o Nordeste, sua gente
Grupo de bravos soldados
Camponês e lenhador (ôô ôô)
Boiadeiros e rendeiras
Lampião e seu amor
O caçador com seu cão a farejar

Tudo isso lá na feira
É louça de brincadeira (bis)
Feita de barro-tauá

Folguedo do maracatu
Uma festa tradicional
Onde o poeta
Se fez internacional

Olha o boneco de barro
Quem quer comprar (bis)
Leva boneco freguesa
Pras crianças alegrar
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados