Menino Metido a Valente

Gustavo Veiga

Acordo de novo: madrugada.
O medo e o nada se encontram.
O homem que sou anda vadio, sem rumo.
Navio que perdeu seu silêncio,
Marujo querendo outras terras
Pergunta onde vão aquelas águas
E o tempo responde: me espera.

O povo e a areia se misturam;
O rato e o prato se entendem.
A água salgada afoga a doce e os homens
Procuram suas forças, seus amores,
Perfumes e sonhos no caminho.
Quem dera sorrir, mas só me encontro
Menino metido a valente, sozinho.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados