Escravo Cibernético

Imaginária

Não me acordo
Eu não durmo
Só decoro
E destruo
Todas as regras
Do meu dono
Eu sei de cor
E salteado

Eu não respiro
Eu não pisco
Eu não sinto o vento
Eu não me molho
Eu não engordo
Eu não sinto o vento

Fico à noite
Toda acordado
Com uma cara
De lezado
Que nunca muda
É sempre assim
Um escravo
Cibernético
Um escravo
Não sou pago

Eu não teimo
Eu não mordo
Eu não sinto o vento
Eu não choro
Eu não como
Eu não sinto o vento

Toda a minha vida
fiquei esperando
O dia de eu ir embora daqui

Eu não durmo
Eu não choro
Eu não sinto o vento
Eu não como
Eu não mordo
Eu não sinto o vento
Eu não respiro
Eu não teimo
Eu não sinto o vento
Eu não pisco
Eu não engordo
Eu não sinto o vento
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados