Destino Navegante

Jorge Marino

Não sou peão, quanto mais
Tenho terra pra plantar
Sou pescador navegante
Minha lida é no mar
No vai e vem dessas ondas
Lutando para a vida melhorar

Calo a angustia, a tristeza
Quando saio a navegar
O sal, o sol, vento forte
Tendo as águas pra domar
Sigo o destino dançante do barco
Com as ondas do mar

Das preces à virgem
Pedindo proteção
“Abençoai, minha santa
A tripulação
Dos ventos loucos
Que não deixam as águas em paz”

Vou. Meu destino é navegar
No ofício de pescar
Enfrentando os desafios
Que por certo hei de passar
Num sorriso da maré
Puxo redes com fartura
O pescado se entulha
E pra terra vou rumar

O barco volta num segundo
Avista o porto lá no fundo
Do horizonte a aproximar
O apito sopra anunciando
Que o pesqueiro vem chegando
Pra alegria do lugar

Das preces à virgem
Pedindo proteção
“Abençoai, minha santa
A tripulação
Dos ventos loucos
Que não deixam as águas em paz”

Vou. Meu destino é navegar
No ofício de pescar
Enfrentando os desafios
Que por certo hei de passar
Num sorriso da maré
Puxo redes com fartura
O pescado se entulha
E pra terra vou rumar

O barco volta num segundo
Avista o porto lá no fundo
Do horizonte a aproximar
O apito sopra anunciando
Que o pesqueiro vem chegando
Pra alegria do lugar
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados