Ouvir Música

Poema do Amor Impossível

Jorge Paulo

No descortinar da janela
Meu peito arfa um cheiro
Não sei se é a primavera
Ou sonho passageiro

Meu quarto exala um aroma
Num respirar de fetiche
Parece que tudo soma
Como se um amor existisse

Ela vive bailando na mente
No palco da imaginação
Coreografando a semente
Que germina no meu coração

E nessa longa espera
De tantas horas ao leu
O seu olhar quem me dera
Fosse uma estrela do céu

Eu vivo a mover saudade
E nem sei a razão, e o porque
São réstias da mocidade
Lembranças que vem de você

A solidão é meu deserto
Miragem de muito alem
Sinto você tão perto
Mais nunca vejo ninguém

E nesse buscar quase louco
Perdido na imaginação
Minha alma morre um pouco
Nas asas da imensidão

A teimosia é implacável
Parece que me desconcerta
É uma paixão instável
Que insiste e me desperta

Procuro em todos os cantos
Onde encontrar essa flor
Razão dos meus encantos
Dos meus vagidos de amor

Confuso o poeta chora
Dos sentimentos sem leme
Inspiração me devora
E essa saudade não some
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados