Gonzaga

Kalango Doido

Peguei um Ita em Santos
E fui parar no sertão
Eu fui saber coisas sobre o tal Gonzagão
Sobre esse som que rola em minha cabeça
É todo dia, toda hora, toda noite
Aquilo dizendo assim: nananananana

Chegando lá em Exu
Fui pedir uma informação
Eu quis saber onde era a casa do Gonzagão
E uma mulher me olhou assim tão surpresa
Ela me disse, diz que disse e não disse
Disse falando assim: nananananana

Chegando lá na casa do Gonzaga
Fui saber de umas coisas
Boas a beça pra danar
Sanfoneiro arretado, me dizia o véio Jacó
Que Januário era o maior, era o maior

Senhoras e senhores
Eu lhes peço a atenção
Pra poder lhes falar
Pra lhes falar sobre o baião
Uma dança arretada, ritmo lá do sertão
É só pegar seu par pra dançar
Juntinho, gostosinho, arretadinho, bonitinho,
Cherosinho, gostosinho assim


Na casa do Gonzagão
Tinha tanta coisa pra ver
Tinha uma Paraíba muié macho sim, pra valer,
Tinha uma menina me olhando sorrindo
Com seu vestido bem cintado
Seu sapato alto
Falando assim: nananananana

Senhoras e senhores...

Depois de tanta conversa
Depois de tanto auê
Eu pude ir tranqüilo
Eu pude me entender
E aquele som rolando em minha cabeça
Era o baião, baião de um, baião de dois
Sempre dizendo assim: nanananana
Era o baião.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados