Frio e Implacável

Lado Beco

Verme sai da reta... Verme sai da reta...
Se o barato e loko o processo e lento
Verme sai da reta... Verme sai da reta...
O que adianta eu ser durão... Inverno frio e implacável

Vou te dizer compreender o que é bom é necessário.
Desprezar o que é ruim pra mim nunca foi errado.
Ao contrario o que é bom você dar o desprezo
Mais fazer atos errados muitos não pensam duas vezes
É isso mesmo palavra aqui não e sermão
É melhor verdade na cara do que encontrar a decepção
Ilusão por causa de sua procedência
Pois você e de maior o que te falta e consciência.
Não compensa se envolver submeter na vida do crime.
Eu sei que e difícil mais o final e muito triste
Ainda insiste em dizer que e certo o proceder.
Pois o crime você busca algo mais vai obter o quê?
Dinheiro status se aprofunda vai escolhe.
Então soma o resultado disso tudo e a morte
Tenha sorte eu te indico o lado certo você desvia
Prefere o lado errado ainda chama o crime de vida.
Não ce té errado, isso não e vida.
Porque se fosse vida até eu me envolvia.
Prosseguia pra obter o que não tem.
Mas não vou seguir porque o crime não e o bem.

Verme sai da reta... Verme sai da reta...
Se o barato e loko o processo e lento
Verme sai da reta... Verme sai da reta...
O que adianta eu ser durão... Inverno frio e implacável

De que lado você está nesse momento?
Ainda há tempo porque caminha contra o vento?
Nadar contra maré o bem te quer o mal também te quer.
Exposto a fé idéia responsa que consta assim que é...
Realidade sem maquiagem o crime é só miragem
Saber viver e bom exemplo de malandragem.
Quem sabe ser doutor com futuro promissor.
O sonho acabou vida do crime dilacerou.
No peito rancor honra os b.o. como medalha.
Caminho perto te leva de encontro ao nada.
Decepção não mata ensina a vida.
Cuidado com quem anda, pois muito te contamina.
Movimento diskina os moleques bolado tão ligado.
Retrato falado depois choro luto no barraco
Fotos no quarto e a pergunta: porque meu filho deus?
Ambiente propicio ser bandido opção escolheu.
Dita verdade sem falsidade sem da guela.
Crime hediondo morte volta bater na mesma tecla.
Ódio que cega antes das 05 uma vida encerra.
Cansado desse triste quadro cotidiano favela

Verme sai da reta... Verme sai da reta...
Se o barato e loko o processo e lento
Verme sai da reta... Verme sai da reta...
O que adianta eu ser durão... Inverno frio e implacável

E nove meses pra nascer qualquer mãe pode esperar.
Mas me diz se ela tem coração pra ir te visitar.
No presídio no cemitério o fato e serio
De ver deitado num caixão tem mãe que nem chega perto.
Corra no certo caminho do crime o rumo não e esse.
Se morrer o sofrimento pra sua mãe e duas vezes.
Aqueles indivíduos que te chama pra cena do crime.
Seja forte diga não e tenha o pensamento firme.
De que o crime e ilusão irmão fique ciente
Mesmo na dificuldade não se entrega
Enfrente as batalhas do dia a dia da vida sofrida.
Sei que há dificuldades em varias periferias
Mas e só ter correria no lado positivo.
Acreditar fé em deus ir além dos objetivos.
Porque o inimigo sempre quer nos impedir
Mas com a força coragem vou caminhar sem desistir
Atitude e assim espero que você mantenha
Pense mais corre atrás não de motivo pro sistema.
Evite problema não se complica e nem apronta.
Mais preste atenção nessa idéia de responsa.

Verme sai da reta... Verme sai da reta...
Se o barato e loko o processo e lento
Verme sai da reta... Verme sai da reta...
O que adianta eu ser durão... Inverno frio e implacável
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados