Aos Desgarrados do Pago

Leonardo (gaúcho)

Aos desgarrados do pago
Que tem no peito uma ânsia
De encurtar a distancia
Da querência onde nasceu
Estou trazendo noticias
Numa cantiga de afago
E o recado que trago
Ao filho que se perdeu

O rio grande não esquece
De todos os desgarrados
Que mesmo estando afastados
Não perdem a identidade
E o que mais tem importância
Do tamanho da distancia
Sempre e menor que a saudade

Quando tu fostes embora
Pra viver nova experiência
Saibas que a terra que amas
Também chorou tua ausência
Se um dia o céu te chamar
Marcando o fim da existência
Morre gritando rio grande e manda a alma pra querência

Vou te dar outras noticias
Pra te deixar mais contente
O cantar da nossa gente
Esta bem mais xucro e mais chão
Quiseram fazer mudanças
No nosso regionalismo
Mas o puro gauchismo
Ainda joga de mão
Nesta cordeona que escutas
Fazendo amparo pro tema
Sonorizando um poema
Despretensioso que fiz
E uma homenagem sincera
No coração deste cuera
Pra te fazer mais feliz

Quando tu fostes embora
Pra viver nova experiência
Saibas que a terra que amas
Também chorou tua ausência
Se um dia o céu te chamar
Marcando o fim da experiência
Morre gritando rio grande e manda a alma pra querência

Quando fizeres um fogo
Pra um churrasquito na brasa
Sei que vais lembrar de casa
Do fogonear no galpão
Não te envergonhes de nada
Se a saudade te abraça
Junta o choro da fumaça
Ao pranto do coração
Fale do pampa gaúcho
Com orgulho e reverencia
Não te esqueças da querência
Que ela nunca te esqueceu
Não sei porque foste embora
Mas quando achares que e hora
Volta que o pago ainda e teu

Quando tu fostes embora
Pra viver nova experiência
Saibas que a terra que amas
Também chorou tua ausência
Se um dia o céu te chamar
Marcando o fim da experiência
Morre gritando rio grande e manda a alma pra querência
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados