Memento Mori

LetoDie

Você não controla tudo o que acontece na sua vida
Mas a maneira como reage é sua responsabilidade
Você é apenas um instante no tempo, um breve instante
Apenas pó, veio do pó e logo voltará ao pó
Mas até lá seja, mas seja tudo o que puder ser

Já vivi demais o que eu não queria viver
Como Perseu que desafio não recusa
Mano, eu vi demais o que eu não deveria ver
Agora só volto com a cabeça da medusa

Pouco sono, muita gana sempre foi assim
Noites em claro planejando o que eu quero pra mim
Frustrações e raiva dominando a minha mente
Mas o semblante sempre calmo nada aparente
Aprendi a disfarçar e esconder
Nesse jogo onde emoções são fake
Ciclo vicioso mano eu sei que perde quem demonstra
Eu tô frio sempre
Já reclamei muito e já briguei muito
Hoje eu tô indiferente mano, não discuto
Sei que ser linha de frente tem um alto custo
Tô no apetite, sangue quente, simplesmente luto
Fora do padrão, eu já fui julgado
Mas só senti, não sofri, os deixei de lado
O homem fraco que eu fui já foi sepultado
Por que o melhor combustível é ser subestimado

Não vou só observar, já flagrei
Eu parei de falar, vou fazer
Perseguindo a nona lei do poder
Nesse jogo o que importa é vencer

Já vivi demais o que eu não queria viver
Como Perseu que desafio não recusa
Mano, eu vi demais o que eu não deveria ver
Agora só volto com a cabeça da medusa

Meu helmo humildade, minha espada atitude
Meu escudo é a verdade, pois nada aqui me ilude
Mesmo que as coisas mudem, eu vou me adaptar
Memento mori me lembrando que eu não posso errar
Mano sem distrações, eu sou desejo puro
Inabalável no presente, mirando o futuro
Lutando no escuro sem medo ou desespero
Não sou um soldado, eu sou o exército inteiro
Então tudo o que falam não tem me atingido
Eu não os vejo no meu nível, não tenho inimigos
Confiante sigo, mano não é arrogância
É que lutar por tanto tempo dá autoconfiança
Eu já caí mil vezes e passei por mil fases
Vi que a dor é um ciclo e que também se encerra
Aprendi que a vitória pertence aos audazes
Tô sonhando com a paz, acordando na guerra

Não vou só observar, já flagrei
Eu parei de falar, vou fazer
Perseguindo a nona lei do poder
Nesse jogo o que importa é vencer
Já vivi demais o que eu não queria viver
Como Perseu que desafio não recusa
Mano, eu vi demais o que eu não deveria ver
Agora só volto com a cabeça da medusa

Com a cabeça da medusa
Agora eu só volto com a cabeça da medusa
Que a coragem me conduza
Agora eu só volto com a cabeça da medusa
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados