Nega

Lucinha Bastos

Assim que o navio apita a pensão se agita
A nega fica aflita pra vadiar
Ela é figura de arte do Bar do Parque
Adora um desembarque
Não pode ver lá no cais, qualquer turista chegar
E gosta de desfilar lá pela Bailique
Adora dançar colado um brega-chik
E no clube do açaí ela é da Socipe
A nega não é de Angola e nem é de Moçambique

Deixa de conversa nega, que eu quero é dançar
Lugar de conversa nega, é no Corumbá
Eu não sou turista nega, eu só tô na pista
Eu sou, é contrabandista da praça de Macapá

Eu vou a Paramaribo, quem sabe eu vou te levar
Te dar um banho de loja, de Zona Franca
Leite de soja pra dar sustança
Depois te levo pra Marabá

Deixa de conversa nega, que aqui não dá pé
Eu vou pro garimpo nega, tu pro cabaré
Eu já te cantei tanto nega
Mais que Carlos Santos, nega
Mas santo de casa nega, ninguém bota fé

Queria ser colunável do Edwaldo
Modelo do Ubiratam ou Mário Sobral
Queria virar notícia do Lúcio Flávio
Notícias de umas mutretas
Que não sai pela Província, no Diário ou Liberal

Aprés de moi et demi delicieuse vacances
Será que comer muçuã, nega faz suar
A nega tinha um sotaque em francês soçaite
Mas vez por outra falava, "Eu só é dé Cametá"

Deixa de conversa nega, que eu quero é dançar
Lugar de conversa nega, é no Corumbá
Eu não sou turista nega, eu só tô na pista
Eu sou, é contrabandista da praça de Macapá

Eu quero casar contigo, Lua de mel no Outeiro
A gente pra ter dinheiro
Faz um acordo com o governo
Fecha com a polícia e com os bicheiros
Pra dar emprego

Deixa de conversa Nega, que aqui no Pará
Tem muita riqueza Nega, pra gringo levar
Até uma gostosa, leve e Salerosa
Do Carlos Queiroz já não dá pra nós

Eu quero de dá um beijo, um beijo bem louco
Daquele que deixa marca pelo pescoço
Eu quero te dá um beijo, beijo bem louco
Aí, desses que os lábios colam
E, desses que a língua rouba
Estrelas do céu da boca

Eu quero é sentir nas pontas dos meus dedos
Teu corpo de Maria Rúbia, ou Luz del Fuego
O fogo da tua paixão de tirar sussego
Eu quero ser prisioneiro
Do teu dengo e teu chamego

Deixa de conversa nega, que eu quero é dançar
Lugar de conversa nega, é no Corumbá
Eu não sou turista nega, eu só tô na pista
Eu sou, é contrabandista da praça de Macapá

Aí, nega eu te amo tanto
Quem sabe eu só sei te amar
Eu quero com esse teu corpo de uma sereia
Fazer um mapa de amor na areia
Em qualquer praia desse Pará

Deixa de conversa nega, que eu quero é dançar
Lugar de conversa nega, é no Corumbá
Eu não sou turista nega, eu só tô na pista
Eu sou, é contrabandista da praça de Macapá
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados