As Coisas

Magno Mello

Eu sinto coração, fígado, neurônio, costela, rim
Dos pés à cabeça me sinto por dentro de mim
E é quando não penso
A verdade é burra

Encaro trabalho dobrado, caio na noite rindo
O corpo, a pele
A roupa agora é tudo que sinto
Só existe pecado onde existe culpa

Eu sinto o espírito, as tripas, os cílios e sonhos também
Momentos são elementos do vento nas mãos de alguém
Mas faço o tempo parar

E as coisas são só as coisas
E o mundo é de brinquedo
E o fundo guarda segredos
Que às vezes vêm à tona respirar

Pessoas são como cores nas telas de falls e truffaut
Pessoas são ferramentas, moedas de vário valor
A saudade é sépia
A vontade é rubra

Eu sinto o espírito, as tripas, os cílios e sonhos também
Momentos são elementos do vento nas mãos de alguém
Mas faço o tempo parar

E as coisas são só as coisas
E o mundo é de brinquedo
E o fundo guarda segredos
Que às vezes vêm à tona respirar

Abra-te sésamo, abro-te meu coração
Morro de medo de ser mais um na multidão
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados