Dueto

Matiz

Eu, antônimo de mim
Fadado a ser só eu
Pro resto do meu fim
Eu encontro você
Disposto a um sim
Gratuito como deus
Cifrado enfim

Eu, que contei os passos
Por onde andei
A te procuar
Eu, que vivi o tédio
E grito apaguei
Esqueci de amar

Hoje, sonho de fato
Sempre em dueto
Eterno contrato
Na mesa uma vela
E dois pratos
Na dúvida uma peça
Em dois atos

Disfarçando passo a passo
O pano que esconde o meu espaço

Na cama duas pernas e um verso se entrelaçam
Quatro mãos em duelo se abraçam

Na cama duas pernas e um verso se entrelaçam
Quatro mãos em duelo se abraçam
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados