Camundongos

Monte Carvoeiro

Os camundongos estão à solta
Invadiram toda cidade
Apaupam pernas, quadris e cochas
Acabou-se a liberdade
São roedores insaciáveis
A procura de que roer
A noite rondam a cidade
Abusando do seu poder

REFRÃO 2X

Violência, inimiga da paz
Cacetete empurrados
sobre nossas cabeças
Como se fossemos animais

E em sua carroagem
Uma abóbora envenenada
Ao invés de bagagens
Carregam pessoas no porto malas
Eu não falo a língua deles
Pois eu sou só um ser humano
E eles são os camundongos
Na cabeça não há tutano

REFRÃO 2X

Descontam a raiva em traficantes
Em prostitutas e drogados
Em vendedores ambulantes
E em menores abandonados
Neste jogo de camundongos
Existe toda uma hierarquia
Onde o maior roedor
Recebe um monte de divisas

REFRÃO 2X
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados