Longa Estrada Curta

Nepentes

Só o som dos meus passos na estrada
Tudo aqui é tão vazio quanto o nada
A vida que eu vejo não há
O som que eu ouço esta em mim
Ninguém esta la pra me chamar
Mas posso ouvir, o passado está em mim

Na estrada deserta que eu andava
Eu ouvia o vento me chamar
O rio quase que cia-vogava
E as arvores tentavam se mostrar

Longa estrada curta caminhada
Longa estrada curta

Então reparo na longa caminhada
Não tive tempo de olhar pra ela
Me encantei com a estrada infinita
E esqueci que eu é que não era
Hoje ouço o vento me chamar
Querendo o resto de vida que ainda tenho em mim

As nuvens pra mim se desenhavam
E o sol sempre vinha me beijar
O horizonte era um desenho abstrato
E eu achava que sabia desenhar

O vento balança, o balanço em que eu brincava
O vento o balanço, o avanço e as magoás
Hoje regresso ao que nao tem data
Não há terra, não há luz
Não há nada
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados