Cavalo Alado

Nixon

O meu cavalo é vanguardeiro
Ele é ligeiro quando corta o ar
Num rastro de capim cidreira, quichê de macaxeira, chibé, abará

Nos ventos da semana inteira, sua cabeleira tem a cor do mel
E deixa a paisagem campeira, foge e galopeia, pras ruas do céu

R cavalo alado magoado
E deixa o medo do seu lado
F lá do céu iluminado veja além
R com sua vida infinita beije a estrela mais bonita,
à mostre à terra que o final está no bem
O

E veja que as pessoas não se informam,
Fazem versos que não ferem, que não tocam nem transformam...

O meu cavalo é vanguardeiro
Ele é ligeiro quando corta o ar
Num rastro de capim cidreira, quichê de macaxeira, chibé, abará

Nos ventos da semana inteira, sua cabeleira tem a cor do mel
E deixa a paisagem campeira, foge e galopeia, pras ruas do céu

Cavalo alado magoado
Deixa o medo do seu lado
Lá do céu anuviado veja além
Com sua vida infinita beije a estrela mais bonita,
Mostre à terra que o final está no bem

Cavalo alado lá do alto
Deixa o teu sinhô de lado
Que esse tomaladacá não lhe convém
Pois mais vale nesta vida não prender-se na partida
Ter coragem que a chegada logo vem.

E veja que as pessoas não se informam,
Fazem versos que não ferem, que não tocam nem transformam...
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados