R.U.A 8 (Mensageiros)

Nocivo Shomon

Já cansei de chorar vou lutar pra sorrir
Derrubando gigantes com a coragem de Davi
Sobrevivi à maldade que envenena
Antidoto é a fé pra me levantar na arena

A dor virou poema, a lágrima a tinta
Caneta escreve a vida pra que sua alma sinta
O peso da poesia que o peito carrega
Por mais que o mundo bate, a gente não se entrega
Um samurai na saga, oração a minha adaga

Sou clássico na rima, igual game da sega
Me afastai da praga, da peste que propaga
O Judas que te abraça, é o memo que te cega
Com dezesseis de idade virei super-homem
Cedo pra nunca ver minha filha passar fome
E a cicatriz não some, nem com Cicatricure

Não existe armadura que a dor não perfure
Quem sabe o tempo cure, e apague a ferida
Quem julga sem saber da dor que a gente lida
Mantive a esperança infância foi sofrida
Minha mãe foi guerreira mais que Dandara e Frida

Lembra da tua coroa não só no mês de maio
Saudade é como um tiro, a vida não é ensaio
Quantas lições eu tiro em cada vez que eu caio
Quem veio pra ser rei mas se perdeu no raio
A ambição esconde vela e caixão lacrado
E o medo de Jorge morrer sem ser amado
Quem tá certo ou errado julgamento e prisão
E quem já passou fome hoje passa a visão

Tenho sotaque paulistano mas sou baiano
Mano Hélio e ponto só no modo monstro, veterano
Vou gastano estilo malandro
Não é só por grana no entanto
Sempre ouço os demônio chamando
Vou com o nocivo e os mano
Uso a mente como uma arma
Vou abordando
Eu cresci vendo meus mano assim traficando
Só chegava em casa de manhã
Como escapar desse mundo não tem como
Religião e letra tá matando

Amor que é bom Jesus que é bom
Mas nos corações anda faltando
Difícil é ser legítimo e quando sair ganhando
Adão e Eva e a maçã não vejo nada mudando
Nova escravidão e a porra do rap blefando
O que se vê é só ambição e o Instagram bombando
Vive em segundo plano (é)
Eu te entendo mano

Nós quer ser sóbrio e as vezes tá chapando (coisa de louco)
Quer dar cem por cento e tudo mas o medo é tanto (eu sei eu sei eu sei)
Quer falar conforme a lei mas pensa como vândalo (há)
Quer fazer um treino um treino mas é preguiçoso
Vê as peça boa quer contar num dá já sai catano
Quer ler um livro e a TV tá como?
Que é fechadão com as feminista e fica só nos xvideos loco
É hora de questionar se é memo a brisa que queremos
E até diante das criança fumo menos
(Epa diz)
Na quebrada céu cinzento
Só os polícia tá com medo?
Não, o povo tenso
Seus amigo falso mais que anime lazarento
Mó cachoeira de argumento

Respeito é lei
E também pra quem tem
Serve o amor, só quem tem pra dar
Registrei e vim cobrar
Ei não é saber bem respeitar
Quem tá no ra tá tá e tá
Pois eu curto rap raiz meu bom te ver voz
Favela não se cala
Homem curado a vista com as crianças
Pros privados esperança
Não se vence com arrogância
Aqui a união quebra as trancas vilão

És o ar que eu respiro
Tá sempre comigo, no céu
Por mim Deus é bom
Permitindo o convívio
E me esquive ele me guardando dos cão
Ditado bem dito
A percepção faz a realidade
Mesmo que essa percepção seja uma mentira
Saber bem sustentar a verdade em escritas
E nessa corrida que vou
Fé de combustível e sem retrovisor
A dl lé ficou
Então sejamos no anzol
Bom guerreiro não foge a batalha
E os passados não permitem, mas falha
É o mensageiro da quebrada
É o koba koba pesadão vilão
Então pega a visão
É jangadeiro, morro do índio, Capão

Acredite em você
Não se deixe abalar
O céu é o limite
Você pode ultrapassar
Não há barreira
Limites fronteiras
Esse é seu caminho
Cê não deve
Acredite em você
Não se deixe abalar
O céu é o limite
Você pode ultrapassar
Não há barreira
Limites fronteiras
Esse é seu caminho

Cê não deve parar
Você não deve parar
Você não deve parar
Se tu luta e conquista
Ninguém vai te parar
E ninguém vai te parar
E ninguém vai te parar
Fé em Deus que sua hora
Há de chegar
Há de chegar

Preta feminina meu estilo negona aqui flui
E flow sempre evolui
Minha voz ninguém diminui
Minha luta eu que lutei
Pra ser eu batalhei
Pelos meus me doei
E com verdade sempre fui
Perseverança que me traz confiança
Mas perdi a conta das vezes que perdi a esperança
Mas sempre vejo a mudança
No olho de cada criança, que eu vejo no gueto
Sem ter medo, sigo o corre sem ter freio
Morre um nasce milhares e assim vai seguir
Nosso grito não vai ser calado por aqui
Calculo o risco e insisto o trampo dobrado
Invisto, se eu acredito não existe quem vai me impedir

Se o momento exige cuidado muita atenção
Se ouça e fique vivo pra que exista revolução
Palavras vão de geração em geração
Porque a ideia não se mata vai de coração em coração
Periferia existe bem além de todo clichê
Tem guerra, também tem sonhos, valor é o que se pode ter
Se querer fosse poder me diz você
Se prefere viver ou apenas sobreviver?
O que te assola é o que também me assola
E se tá ruim damo um jeito mas não se apavora
Que estrelas não podem perder o seu brilho se
São elas que dão graça ao céu pra noite não ruir

Hey hey hey hey hey hey hey hey, a rua!
Hô hô hô hô hô hô hô hô, (SNJ)
Então vai
Me diga, me diga, me diga, me explica
São várias fitas só quem é de lá (sabe!)
Tem que ser de lá (sabe!)
Acredita cada ano que se passa se multiplica
Eita vida!
Onde pobre nasce mais pobre
Rico nasce mais rico
Polícia que mata
Governos corrompidos
Mas antes de chegar vou te falar
Respeito é pra quem tem né?
Então, tem que respeitar
Da hora mesmo é colar nas favelas
Lá nos becos e vielas juntão já era
Então colei na rua 100, convidei sobreviventes
A sigla, a sigla na luta, seguindo em frente

Respeito e muita consideração
De coração é de favela pra favela
Licença aqui, a rua, o gueto
Hip hop, rap, 4P para o povo preto
Mp! Mania de pixar, de grafitar, protestar
Expor a sua arte, (-Porque a arte)
Aqui pulsa corações de verdade
Vontade de viver de ver crescer nossas comunidade
Sonhar, é preciso sonhar!
Acreditar ser MC e se formar
Manos e minas que rima, o DJ que risca
Fica com Deus e até mais favela
Hôu! Há!
A sigla, a sigla, SNJ somos nós a justiça!
Hey hey hey hey hey hey hey hey, a rua

No castigo só via caminhos com acidentes
Desertos em tempestades
Decepções de videntes
Na mente é o baque e a bad
Temores soa os tambores
Entre a cruz a espada e o mal e o bem
Na triagem, ansiedade e atrito
Média, mediunidade com medida mendigo
Paraná é cadáver e o salve vem do muquifo
A vida no crime é empresa no contrato de risco
Tiranossauro rap, o malvado favorito
Primo do primo IT, sobrinho do tio Chico
Ágil que nem tropeço, lento que nem mosquito
A mente igual pendrive gigas até o Egito
Crise destrói herança, mas nunca meu destino
Não importa a condição no gueto todos são ricos
Quem paga de bandido nunca entendeu pipo

No dia da visita eu chorei ver meu filho
Perto da morte a invasão da choque
E o sistema sabe dá o bote
E o Sol nasceu quadrado e ri
Mesmo com uma lágrima no canto do olho
Botas de máscara, pior que um vírus é um choro
É longa a rua é um tapetão é só bolé explosivo
Quem paga de juiz nunca teve juízo
Clima propício, hospício no vício
Cabeças rolando desde o princípio ao presídio
(Solta eu que eu já saí)
Nós temos um, dois, três b. Ó
(Tira a algema dos pulsos do Frankenstein)
E a cada retornada a ficha fica maior

Um minuto só se é o que eu tenho
Então vamo embora pro combate
A ideia aqui tem que ser cheque mate
Mas não vim pra derrubar os piões como no tabuleiro
Vim pra levantar os caídos, a ideia é de resgate
Pra mim não vale tudo só pra ganhar dinheiro
Muitas portas nem se abrem perco oportunidades
Mas se depender de mim
Chamar uma mulher de cachorra nem sonhando
Afinal minha esposa, filha e coroa não late
A cada hora no Brasil 15 mulheres abusadas
(-Pode ter uma aí na sua quebrada)
E nóis achando lindo clipe com mulher semi-pelada

(Xiii, nem falo nada)
Que canto não é comercial
(Made in Paraná)
Canto o que querem, o que sinto
Concordo que isso não vende
Querem som de ostentação e baixaria
Não sei se é falta de idade
Ou de responsabilidade se é que cê me entende
Tá na liberdade ouça o que quer
Cante o que quiser
Toma cuidado com o que você aplaude
Não pago de pá, nem falo que alguém é zé
Não sou o dono da verdade
Fico feliz ver hoje o rap dar dinheiro
Da hora ver a molecada ganhando uma moeda
Mas antes de Hitmaker Thiagão é mensageiro
E Jesus Cristo e valores eu não coloco a venda, pega!

Acredite em você
Não se deixe abalar
O céu é o limite
Você pode ultrapassar
Não há barreira
Limites fronteiras
Esse é seu caminho
Cê não deve
Acredite em você
Não se deixe abalar
O céu é o limite
Você pode ultrapassar
Não há barreira
Limites fronteiras
Esse é seu caminho

Cê não deve parar
Você não deve parar
Você não deve parar
Se tu luta e conquista
Ninguém vai te parar
E ninguém vai te parar
E ninguém vai te parar
Fé em Deus que sua hora
Há de chegar
Há de chegar
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados