Fala Tu

Nomadi

Conheci um muleque, insatisfeito com essa droga de vida
Fazia malabarismo no sinal da avenida
Já chegava no trampo com a cabeça em brasa
Boladão com os problemas que tinham na sua casa

A mãe sempre ausente, se acabava na cachaça
O pai era crakudo e ti metia a porrada
Uma irmã que já largou a boneca
Se prostituía por qualquer merreca

A outra, mais velha, metida a periguete
Dezessete de idade, já tinha dois moleques
E um detalhe:eram de pais diferentes
Ela não ta nem aí, só quer saber de dar um pente

E o menor ali dentro, vendo isso de perto
Não tinha um conselho pra tomar o rumo certo
Estrutura familiar, essa foi a que ele teve!
Será que algum dia alguém vai poder cobrar dele?!

Então, fala tu!me diga uma saída!
Pra esse menor, poder mudar de vida!
Então, fala tu! Criticar é muito fácil!
Pra você que vive no seu castelo de aço!

Cada dia que passava o menor mais revoltado
Começou a prestar atenção nos maluco ali do lado
Vanzer, lacoste, tênis importado
Olhou para o seu pé, um conga que foi doado
Ainda tinha as, cordas de prata e de ouro
Se juntasse tudo, era o mapa do tesouro

Parou de ir pro sinal!não tava nem mais estudando
Só quer ficar agora, com os caras, desenrolando
Rolé de carro ali...sobe na moto aqui...
Um pouco mais de um mês, já sabia dirigir

Já tava sagaz!se sentindo esperto
Dando 2 no balão, e batendo um teco
Na visão do menor, aqueles eram seus heróis
E não os da novela, mauricinhos e playboys

-Vender bala no sinal?é esculachado e ganha pouco!
Vou entrar pro movimento,e virar bicho solto!

Então, fala tu!me diga uma saída!
Pra esse menor, poder mudar de vida!
Então, fala tu!criticar é muito fácil!
Pra você que vive no seu castelo de aço!

O menor cresceu!cada vez mais boladão
Se tornou, braço direito do patrão
Agora ele diz: eu sou sujeito homem!
157 Na pista...só andava de bonde!

Regava sua família, nunca mais passou fome
Seu filho recém-nascido,batizou com o seu nome
Tinha sua de fé mas não largava a sacanagem
Pegava as novinha só pra fazer sucesso

O patrão foi preso, ele ficou responsável
Comandando tudo!negócio rentável
Mas,tinha um vício, que ele não largava
Roubava a balde, chegava no morro e esbanjava

Já não precisava, fazer essa parada
Tava se explanando!o tráfico é que dava
Só fazia isso, por puro prazer:
Jogar a pt na cara e ver o playboy tremer

Então, fala tu!me diga uma saída!
Pra esse menor, poder mudar de vida!
Então, fala tu!criticar é muito fácil!
Pra você que vive no seu castelo de aço!

Você já pode ter, ouvido algo parecido
Essa história é real, aconteceu com um amigo
Mas, isso é comum, acontece toda hora
Em becos e vielas espalhados mundo afora

Geral conheceu, ou então conhece
Um caso parecido com a letra desse rap
E o final...todo mundo já sabe:
Fica na atividade, antes que sua vida acabe!!!
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados