O Dom de Amar

O Caso

Silenciado o grito foi, errado, errante
Desalmado, calmo e vacilante
Amordaçado, eu fui pensante, sem saber
Se eu estava perto ou se era distante

Silêncio, pelo amor de Deus
Pra juntar seus pensamentos todos aos meus
Eu sei que a vida passa, sem graça
Quando nos tornamos meros museus

É engraçado quanto tempo leva pra dizer
Que o vento já não quer soprar
Caminhamos no momento sem saber
A gravidade do que vai rolar

Mas eu tento mesmo, eu juro que eu tento
Entender porque é que o vento já não quer ventar
Se escolha fosse minha
Minha escolha tinha tudo pra você e eu nela estar

Oh meu bem, o dom de amar
Quem não tem nunca terá

O comentário que foi feito aquela noite
Logo depois do açoite, eu não vou lembrar
Já não me importa mais porque naquela hora
Você disse vá embora, e depois não vá

Mas grite pelo amor de Deus
Que já não me ama que isso já deu
Não sei se o tempo para ou ampara
Todos os que um dia já não foram seus

Oh meu bem, o dom de amar
Quem não tem nunca terá

É engraçado quanto tempo leva pra dizer
Que o vento já não vai soprar
Caminhamos no momento sem saber
A gravidade daquilo que vai rolar

Mas eu tento mesmo, eu juro que eu tento
Entender porque é que o vento já não quer ventar
Se a escolha fosse minha
Minha escolha tinha tudo pra você e eu nela estar
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados