Sou a Triste Ovelha

Ozéias de Paula

Sou a triste ovelha longe do pastor
Eu andava perdido quando me encontrou
Com sua voz suave logo me chamou
E em seus braços altos Jeová me levou
As noventa e nove deixou no redil

Foi-se ao deserto a buscar-me a mim
Com uma calma imensa
Pôs -se a procurar-me
E achou-me gemendo padecendo dor
Pôs-se ao meu lado, com amor meu olhou

Vem minha triste ovelha escuta minha voz
Não me desconheça sou o bom Pastor
Vamos ao rebanho do reino da paz
Ali onde vive meu Rei celestial

Se pelas fadigas não podes andar
Vem que em meus braços te quero levar
Vem minha triste ovelha vamos ao redil
Que mui ternos pastos tenho para ti
Comigo pra sempre tu irás viver
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados