Dias Estranhos

Projeto [F2L]

Dias Estranhos

É irônico sorrir quando o vazio te atingir
te mostrar a dor que não dói que mesmo de pé te faz cair
mesmo deitado não vai dormir até tentado não vai agir
cara a cara com um mundo absurdo que me faz reagir
me faz reprimir o desejo e o que vejo o que odeio
o que almejo que amo em um lampejo um monstro que sou eu mesmo
até porque eu tô me fudendo pras respostas e perguntas
monstruosidades alheias e pras mentiras todas juntas (fodam-se)
ainda lembro e não me esqueço do começo
preso na teia que teço será que essa porra é o que eu mereço?
talvez um terço num quarto calado escondido fechado trancado isolado
apertada no peito a fumaça que passa em um maldito cigarro fumado
sabotado por mim talvez a esmo esmola e dor
a escola não me ensinou mas a porra da rua me fez o favor
me pôs em torpor mas que ironia ainda posso resistir
eu não perdi a droga da fé mano ela que resolveu sumir

Em dias como esse é que eu enxergo a imagem do ódio
foda-se o pódio assim será o próximo episódio
já que eu sou ovelha negra dos rebanhos
acho que não existem ganhos são só dias estranhos
já que em dias como esse é que eu não enxergo a esperança
que se fodam os valores que eu aprendi na infância
o mundo mostra a cada cena pros meus olhos castanhos
que nada é o que parece nesses dias estranhos

Tudo o que eu tenho é só uma vida será que uma hora o jogo vira?
queria conhecer a verdade mas descobrir que ela é uma mentira
descobri que ela é só minha ira disfarçada e vendada
sedada e mortificada o tudo vale de nada
na verdade nada vale num vale de sofrimentos
mas não temerei mal algum além dos própios sentimentos
sintomas psicossomáticos até que sua honra manche
depois que tu perde a primeira parceiro tu vive pela revanche
uma nova rima que cante me leve pra lugar nenhum
se porra da vida fosse um jogo seria xadrez ou resta um
anti-herói que resta pra salvar a si mesmo de si
eu já nem sei te responder que é que eu tô fazendo aqui
mas sei você também não sabe não tente se enganar
é tipo em busca de um sentido e a busca me faz cansar
só que não vou parar eu sei que ainda posso resistir
porque eu não perdi a droga da fé mano ela que resolveu fugir

Em dias como esse é que eu enxergo a imagem do ódio
foda-se o pódio assim será o próximo episódio
já que eu sou ovelha negra dos rebanhos
acho que não existem ganhos são só dias estranhos
já que em dias como esse é que eu não enxergo a esperança
que se fodam os valores que eu aprendi na infância
o mundo mostra a cada cena pros meus olhos castanhos
nada é o que parece nesses dias estranhos

Fellipe Dantas [F2L]
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados