Ouvir Música

Limpa banco

Raiz Nativa

Fui num baile no planalto
Que anunciava ser do bom
Anarquia se fazia
Desde a porta até o balcão
Fui de bota cano alto
Que a cobra não é mansa
Nestes bailes no planalto
Quem não toca sempre dança

Mal e mal cheguei na porta
Encontrei um ex-cunhado
Que entre prosas e notícias
Me assuntou num cochichado
Não entendo esse mundo
Eu nunca pedi fiado
E dizem que lá no fundo
Eu devo prá todo lado
E dizem que lá no fundo
Eu devo prá todo lado

Abre a gaita seu gaiteiro
Me despacha um vanerão
Que é preciso um limpa-banco
Prá ajeitar a situação
Que é preciso um limpa-banco
Prá ajeitar a situação

O porteiro do fandango
Rugia como um leão
Anunciando para o povo
A nova resolução
Devido às dificuldades
Da vintenária direção
Foi imposto para todos
Uma tal consumação

Como a crise anda osca
Só entrei porque furei
Pelas vias indiretas
Foi o jeito que eu achei
Mas no peso da consciência
Repensei e fui prá rua
Me juntei com a maioria
Mas o baile continua
Me juntei com a maioria
Mas o baile continua

Abre a gaita seu gaiteiro
Me despacha um vanerão
Que é preciso um limpa-banco
Prá ajeitar a situação
Que é preciso um limpa-banco
Prá ajeitar a situação
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados