Ouvir Música

A Glória da Meia Noite

Raquel Silva

As horas se passaram eles ali: O que é isso?
Toda cidade alvoroçada, que rebuliço
Os fortes preocupados em cumprirem a lei
Mas não imaginavam que aqueles homens eram filhos do Rei

Mas quando vem chegando meia noite corpo dolorido
Um olhando para o outro, moído
Ali não tem o que fazer, nem adianta reclamar
Então, chegaram a decisão: O jeito é cantar!

Mais perto eu quero estar
Meu Deus de ti
Inda que seja dor
Que eu me una a ti

De repente as paredes se moveram
As portas começaram a abrir
Uma luz tomava conta do lugar
Ninguém podia sair

Um olhando para o outro
Diziam: O que aconteceu?
A notícia se espalhou
É poder de Deus

Quando começaram a cantar, as portas se abriram
Quando começaram a cantar, as correntes caíram
Quando começaram a cantar, os presos pararam
Quando começaram a cantar, a glória chegou

As paredes se movendo mais sem desabar
Eram as portas se abrindo sem ninguém tocar
O carcereiro assustado e sem entender
Era a glória de Deus mostrando poder

Declamação
E à meia noite, quando Paulo e Silas adoravam ao Senhor
As paredes começaram a mover-se, todas as portas foram abertas
Todos os presos foram soltos pelo poder do senhor Jesus

De repente o vento parou, a gloria apareceu
Paulo vai pregando o evangelho, com o poder de Deus
O carcereiro assustado, disse: Como posso me salvar?
Crê no senhor Jesus e salvo será!

Quando começaram a cantar, as portas se abriram
Quando começaram a cantar, as correntes caíram
Quando começaram a cantar, os presos pararam
Quando começaram a cantar, a glória chegou

As paredes se movendo mais sem desabar
Eram as portas se abrindo sem ninguém tocar
O carcereiro assustado e sem entender
Era a glória de Deus mostrando poder

Então louve, louve, louve
Crente louve!
Louve, então louve, louve
Que as portas vão se abrir! No louvor!
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não