Aparecida

Renato Fechine

Aparecida, tu sois mió do que Neide
Edileusa e Purrinha
Tu sois mió do que Creide

Neide é menor de idade
E ainda depende dos pais
Sou doido pra azara ela
Mas vai me cria pobrema dimais
Seu sonho é ser aeriomoça
Ou trabalhar em televisão
Ela que ser atriz de novela
E além de amarela ela não curte negão

Aparecida, tu sois mió do que Neide
Edileusa e Purrinha
Tu sois mió do que Creide

Edileusa enganou-se com um gringo
Que conheceu lá no Candial
E nim dezembro ela vai pra Zoropa
Mas volta perto do carnaval
Sonhava em ser maniquinha
E ser mudela profissional
E hoje é triste a sua labuta
Virou prostituta internacional

Aparecida, tu sois mió do que Neide
Edileusa e Purrinha
Tu sois mió do que Creide

Purrinha só fede a cigarro
É ao viciado em maconha
Não pode ver um macho num carro
Eita muié sem vergonha
Só vive embreado nos morro
O acho que é até traficante
Já foi uma gata arretada
Hoje tá derrubada e num tem quem levante

Aparecida, tu sois mió do que Neide
Edileusa e Purrinha
Tu sois mió do que Creide

Creide dançava pagode
A vida dela era quebrar
Depois que estourou umas varize
Ela teve que se aposentar
Deixou muito marmanjo barbado
Com aqueles olhos azuis
Ela fazia alegria da gente
Mas hoje ela é crente e só serve a Jesus
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados