Pout-Pourri - Menino da Porteira / Goiás é mais

Roniel e Rafael

Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino
de longe eu avistava a figura de um menino
que corria abria a porteira e depois vinha me pedindo:
- Toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo.

Quando a boiada passava e a poeira ia baixando,
eu jogava uma moeda e ele saía pulando:
- Obrigado boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando
pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando.

Lá pras bandas de Ouro Fino levando gado selvagem
quando passo na porteira até vejo a sua imagem
O seu rangido tão triste mais parece uma mensagem
Daquele rosto trigueiro desejando-me boa viagem.

A cruzinha no estradão do pensamento não sai
Eu já fiz um juramento que não esqueço jamais
Nem que o meu gado estoure, e eu precise ir atrás
Neste pedaço de chão berrante eu não toco mais.


Deus me deu a chance de andar pelo mundo
De voar bem alto, mergulhar bem fundo
Já domei leão, já brinquei na neve
China e Japão eu disse até breve

Esse é meu país sem comparação
Já tem o formato do coração
Todo canto é lindo pra mim tanto faz
Quando eu quero mais
Eu vou pra goiás

Rasguei o amazonas para o litoral,
Me benzi nas ondas de areia e sal
Abracei cantando de São Paulo ao sul
Já chorei em Minas na Montanha Azul

Esse é meu país sem comparação
Já tem o formato do coração
Todo canto é lindo pra mim tanto faz
Quando eu quero mais
Eu vou pra goiás
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados