Via Láctea

Salt

Tô mandando o recado
Cortando os embaraços
Desmitificando a vaidade
Mostrando a verdade
Aqui o papo é reto
Andando sempre pela trilha
Eu disse pra você me jogue aos lobos
E eu voltarei liderando a matilha

As culpas serão anuladas
A verdade será mostrada
Não haverá mais corações presos
Nem almas algemadas
Na voz do sujeito que se disfarça de amor entra na sua mente e quer te deixar alienada
Baby acredite nas fadas
Tô escrevendo esse verso
Pra sua alma ser tocada

E eu falo do amor, eu falo do ódio, eu falo da guerra
Sendo um dos poucos seres de luz dessa atmosfera
Meu pai me fez profeta
Ele me disse filho se for preciso pregue o amor até no Mandela
Desci nessa terra com o único propósito
Ser sódio
Não ter ódio
Conquistar o pódio
Pregar o amor
Falar do Salvador
O Grande Eu Sou
Firmado eu estou

Tipo um poema do Camões
Vivendo nesse mundo de ilusões
Tendo que enfrentar gideões, espiões e leões
Me terminando em várias versões
Atrack, ataca por que tu mesmo não veio com a faca
Medo de encarar perder a vontade de matar e querer me beijar ha
Vivi um poema com rima pequena
Correntinha no pescoço, risquinho na régua
Chanel nem anel, seguram quem gosta da fuleragem
Amor sem hidromassagem, sem bacanagem
Era só sacanagem, pra render view
Viu que eu chorei, coração a mil, ainda sorriu
Li seus olhos, encontrei verdades na suas maldades
Um saco de vacilos, muita mancada
De Wishlist para o topo da sua Blacklist
Inglês e Soberba ele não aprendeu na Fisk
Don, Doc, Doutor Abobrinha
Quem nunca se apaixonou por um merdinha
Mas chega de mendigar lá do céu Deus não me fez esse men da porra pra me ver chorar

Essa mensagem não é momentânea
Ela é mediterrânea
Uns dirão que é contemporânea
Deixo aí perdido meu primeiro anagrama
Minha Via Láctea
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados