Semente de Vulcão

Semente de Vulcão

Eu faço,desfaço,refaço, disfarço o compasso de meu caminhar,
Assim como um verso, disperso
Peço ao universo pra me libertar.
E ver....além.

Escolho teu nome te chamo pra perto do teu rosto lembro
O homem mais louco e torto de certo,
No frio desse tempo...
Dá vontade, à vontade, Há vontade

Rode,caia,grite!
Saia, saia, entre
Saia! Chore!Morda!
Semente de vulcão
Rode,caia,grite!
Saia, saia, entre e morda!

Podemos fechar as janelas e chamar o astro rei pra dentro do lar
Do lado de fora, afora a cidade
Aflora o desejo de andar
E eu, vou lá

Passei tanto tempo, no alento driblando o tormento só para avançar.
Descubro que posso subir,
Que posso descer,
Destruir e criar.
Há vontade, À vontade...

Rode,caia,grite!
Saia, saia, entre
Saia! Chore!Morda!
Semente de vulcão
Rode,caia,grite!
Saia, saia, entre e morda!Morda!
Ahhhhh Lá.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados