A linha e a luz

Simona Talma

Eu vivo entre o fim e o começo
Entre o parzer e o desprezo entre a lua e tropeço
Eu vivo como milhares de vermes
Catando do chão os grãos da sobrevivência permitida
Eu vivo como milhares de nós
Igual ao novelo
que vai e que vem
e nunca alcança
a lança e aluz
a espada e a cruz
o riso e o pus(blues).
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados