Orquestra de Mil Martelos

Supercordas

Chuva seguia bem funda
O gosto do mato
O corpo no chão

Orquestra de mil martelos
O pingo de noite
O ranger do portão

Ó, sapo rei, regerei
Mil martelos pra te enlouquecer

Marcha sacode a folhagem
Da doce engrenagem
No frio do manhã

Passa um dia sem tempo
Uma tarde sem vento
No pé de maçã

Olha, já é madrugada
E te deitas macia
Bem longe de mim

Pensa no beijo mofado
No sonho guardado
Bem antes do fim

Ó, sapo rei, regerei
Mil martelos pra te envaidecer

Ó, sapo rei, regerei
Mil martelos pra te enlouquecer

Vem luz do sol da varanda
O leite desanda
O brilho no céu

Carca os versos e canta
Um nó na garganta
Passando o chapéu
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados