Conveniências

Tábata Corso

Não convém, medir medos, comedir sonhos
Ao palhaço um sorriso tristonho
Beber a vida sem motivo fugaz

Não convém, amar pouco
E com muita decência,
Amor morno por conveniência
Apagar a luz e não se deitar
Não convém, Não convém

Não convém
Querer muito, pedir pouco
O coitado que não sofreu coito
Comer o prato para servir o jantar
Não convém, não convém

Não convém acreditar sem veemência
Pai e mãe sem paciência
Se despir e não se doar
Não convém,
Não convém,
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados