Sangue Cigano

Tatiana Rocha

Sou fruto dos vento na noite de lua escondida
No corpo eu trago a marca e o punhal
Nos ombros carrego o peso dos tempos corridos
Meus olhos cansados já viram a tsara cair e levantar

Sou filha dos ventos sou cria da noite
Eu cigana sou mulher
Sou loba cansada, mas o pó da estrada não me deixa mais parar

Sou fada maldita já fui perseguida mil vezes queimei, mas sobrevivi
Sou como erva daninha por mais que arranque
Não tem que estanque o sangue cigano que há em mim
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados