Ouvir Música

Baile Costeiro

Tchê Barbaridade

Tomei um banho de sanga
E passei água de cheiro
Que eu ia botar a canga
Num baile solto e faceiro
Dança assim no amalandra
Cantos e uma calhandra
Fresteado à luz de candeeiro
Montei num pingo leviano
E me bandiei pro entrevero
Pois nunca vi desenganos
Em braço de um missioneiro
E num galope vaqueano
Como sopro do minuano
Cheguei prum baile costeiro

Dê-le boca, dê-le gaita
E o fole no vem e vai
Vim alegrando a barranca
Lá na costa do Uruguai
E o gaiteiro balseiro
Só gritava assim no mas
Quem ta lá fora não entra
Quem taqui dentro não sai

Este baile não parava
Nem pra molhar o salão
E a polvadeira alevantava
Sem escolher direção
E era lindo o sarandeio
Da china la pelo meio
Saudando meu coração
E quando clareava o dia
Que o fole tava cansado
Bem de pressa eu dizia
Não podes ficar parado
E o gaiteiro que era um taita
Surrado de alça de gaita
Amanusiava o teclado

Dê-le boca, dê-le gaita
E o fole num vem e vai
Vim alegrando a barranca
Lá na costa do Uruguai
E o gaiteiro balseiro
Só gritava assim no mas
Quem ta lá fora não entra
Quem taqui dentro não sai
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

Playlists Relacionadas

Ver mais playlists →

O melhor de 3 artistas combinados