O Fado Mora Em Lisboa

Tony de Matos

INSTRUMENTAL

Passeia, p'lo mundo inteiro
Por gostar da vida boa
Mas não mora no estrangeiro
O fado mora em Lisboa.

Já morou na Mouraria,
Mas depois num sobressalto
Tratou da mudança e um dia
Foi p'ro Bairro Alto.

O fadinho mora sempre, por castigo,
Num bairro antigo, num bairro antigo,
E a seu lado, p'ra falarem à vontade
Mora a saudade, mora a saudade.

Quase em frente, numa casa de pobreza
Vive a tristeza, vive a tristeza,
Tem corrido os velhos bairros sempre à toa
Mas mora em Lisboa, mas mora em Lisboa.

Quando vai cantar lá fora
Tem uma ideia bizarra.
Leva um estribilho que chora
Na voz triste da guitarra.

Canta lá dias a fio
Mas, depois numa ansiedade,
Volta sempre num navio
Chamado Saudade.

O fadinho mora sempre, por castigo,
Num bairro antigo, num bairro antigo,
E a seu lado, p'ra falarem à vontade
Mora a saudade, mora a saudade.

Quase em frente, numa casa de pobreza
Vive a tristeza, vive a tristeza,
Tem corrido os velhos bairros sempre à toa
Mas mora em Lisboa, mas mora em Lisboa.

INSTRUMENTAL

Quase em frente, numa casa de pobreza
Vive a tristeza, vive a tristeza,
Tem corrido os velhos bairros sempre à toa
Mas mora em Lisboa, mas mora em Lisboa.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados